Ataques e ameaças contra o SOS Racismo

Pichagens no edifício da sede do SOS RACISMO

As paredes do edifício onde se situa a sede do SOS Racismo foram pintados com uma mensagem de ameaça. 

Não temos dúvidas que o motivo destes ataques e destas ameaças é silenciar o combate contra o racismo, intimidando as e os seus protagonistas.

No mês passado, vários ataques desta índole aconteceram um pouco por toda a área metropolitana de Lisboa, com mensagens racistas e xenófobas e ameaças de violência física contra quem luta contra o racismo e o fascismo. Depois da maior manifestação anti-racista em Portugal, no passado dia 06 de Junho, e de várias iniciativas tímidas do governo no combate à discriminação racial e contra o discurso de ódio, a luta anti-racista está na ordem do dia. E é com enorme preocupação que assistimos à proliferação de expressões racistas nas paredes da cidade sem que isso suscite uma discussão séria acerca do racismo em Portugal.

A estratégia do medo, da mordaça e da coação violenta foi sempre o método de intervenção política dos movimentos e grupos de extrema-direita. 

O SOS Racismo apresentará queixas junto das entidades competentes, exigindo que estas tudo façam para identificar e levar a tribunal os autores materiais e morais destes crimes de ameaça. 

O SOS não cederá a nenhum clima de terror de quem pretende um regresso ao sinistro passado do fascismo racista. Nenhuma ameaça ou intimidação nos calará, nem nos desviará um milímetro do combate intransigente contra o racismo e pela igualdade.

21 de julho de 2020