Untitled

Notícia do Público: A normalidade deve ser hoje reposta na escola do primeiro ciclo do ensino básico de Teivas, S. João de Lourosa, no concelho de Viseu, que desde quinta-feira estava encerrada a cadeado. As aulas recomeçam depois de ter sido dada a garantia, aos outros pais, de que doze crianças de etnia cigana seriam transferidas para a escola de Rebordinho. O protesto dos encarregados de educação deve-se à frequência das crianças do acampamento da família Gimeni, que se situa nos limites das aldeias de Teivas e Rebordinho.

SOS Racismo

Organização sem fins lucrativos que combate o racismo na sociedade portuguesa. Tem como principais objetivos promover a reflexão, denunciar e intervir com vista a uma sociedade que respeita a igualdade de direitos para tod@s, sem discriminações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *