Untitled

Notícia do Jornal de Notícias: Uma semana de polémica terá bastado para que fosse colocada mais uma professora e uma auxiliar de acção educativa na escola do primeiro ciclo de Rebordinho, que vai receber, a partir de amanhã, as 14 crianças de etnia cigana que estavam matriculadas em Teivas.

Entretanto, em reportagem do JN , a comunidade cigana acusa as populações de Teivas e Rebordinho de racismo e o governador civil de Viseu, Azevedo Maia, que tem seguido o problema “a par e passo, mas com discrição”, está convencido de que “se houver bom senso e equilíbrio, o CAE resolverá a situação”. “Na minha perspectiva, não me parece muito correcta a reacção da população contra a comunidade de etnia cigana, mas corresponde à situação e à psicologia das pessoas”.

SOS Racismo

Organização sem fins lucrativos que combate o racismo na sociedade portuguesa. Tem como principais objetivos promover a reflexão, denunciar e intervir com vista a uma sociedade que respeita a igualdade de direitos para tod@s, sem discriminações.