Untitled

Notícia do Jornal de Notícias: A Estrada Nacional 109 serve de fronteira imaginária. De um lado fica a cidade de Aveiro, a chamada zona do Glicínias, onde estão constantemente a aparecer prédios novos e luxuosos. Do outro lado, por detrás de umas fábricas, perto de Verdemilho, moram 15 adultos e cinco crianças. Dividem três barracas que não reúnem as condições mínimas de higiene e habitabilidade. Nestes últimos 22 anos, muitas pessoas dos serviços de habitação social da Câmara Municipal de Aveiro passaram pelo bairro, mas nada foi feito, dizem os moradores. “A única coisa que fazem é dizerem para nos irmos inscrever para termos uma habitação deles, mas nunca mais nos arranjam uma casinha. Era muito importante conseguirmos sair deste sítio. Mas a verdade é que não se interessam porque somos ciganos”, diz Maria de Fátima Monteiro.

SOS Racismo

Organização sem fins lucrativos que combate o racismo na sociedade portuguesa. Tem como principais objetivos promover a reflexão, denunciar e intervir com vista a uma sociedade que respeita a igualdade de direitos para tod@s, sem discriminações.