Untitled

Notícia do Público: A segunda volta das eleições presidenciais no Zimbabwe não foram “nem livres nem justas”, consideraram hoje os observadores do Parlamento Pan-africano, que pediram a realização de um novo escrutínio.O arcebispo sul-africano Desmond Tutu, Prémio Nobel da Paz em 1984, já disse, também hoje, que apoiava uma intervenção internacional. Tutu defende mesmo, em último recurso, o uso da força, sob a égide da OUN, para estabilizar o Zimbabwe. Pediu também à União Africana que se unisse na rejeição do novo Governo do Presidente Robert Mugabe.

SOS Racismo

Organização sem fins lucrativos que combate o racismo na sociedade portuguesa. Tem como principais objetivos promover a reflexão, denunciar e intervir com vista a uma sociedade que respeita a igualdade de direitos para tod@s, sem discriminações.