Untitled

Notícia do Portugal Diário: Uma especialista em geografia humana defendeu este sábado que o realojamento das pessoas em bairros é insuficiente para resolver os seus problemas, que são sobretudo de precariedade no emprego, horários de trabalho extensos e falta de tempo para a família. A investigadora da Universidade Católica Alina Esteves procurou saber como se integram os imigrantes no território, analisando bairros periféricos de Washington, nos EUA, em comparação com cinco bairros da periferia de Lisboa relacionados frequentemente com a imigração, três deles de realojamento (Quinta do Mocho, em Loures, Chelas, em Lisboa, e Casal da Boba, na Amadora) e outros dois não (Paivas e Costa da Caparica, na margem Sul).

SOS Racismo

Organização sem fins lucrativos que combate o racismo na sociedade portuguesa. Tem como principais objetivos promover a reflexão, denunciar e intervir com vista a uma sociedade que respeita a igualdade de direitos para tod@s, sem discriminações.