Comunicado de imprensa a propósito das declarações de Rui Santos

No passado dia 19 de Março o SOS Racismo, como o país inteiro, foi confrontado com as declarações do comentador desportivo Rui Santos a respeito do jogador de futebol Dyego Sousa. No programa televisivo Tempo Extra, emitido na SIC Notícias, este comentador questionou o lugar do referido jogador na Seleção Nacional, por considerar que é necessário que a Seleção garanta “cuidados em relação ao jogador português bacteriologicamente puro”. 

As declarações de Rui Santos revelam um discurso de conteúdo inequivocamente racista e xenófobo, que infelizmente não é caso único na comunicação social, nomeadamente nos espaços dedicados ao comentário desportivo. Tais declarações parecem ignorar que Dyego Sousa, natural do Brasil, tendo dupla nacionalidade – brasileira e portuguesa – desde 2016, se encontra legitimado a representar Portugal na sua Seleção, de resto como qualquer outro jogador com nacionalidade portuguesa. Mais grave ainda, o uso da expressão “bactereologicamente puro” evoca uma representação biológica da “raça” ou ascendência que, além de cientificamente ultrapassada, é um veículo explícito de ofensa e preconceito. 

No contexto nacional em que vivemos, com importantes problemas de racismo e de xenofobia, as declarações de Rui Santos devem ser denunciadas e veementemente repudiadas. 

O SOS Racismo irá apresentar a competente queixa à Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial, bem como à Entidade Reguladora da Comunicação Social, exigindo consequência e firmeza na condenação, e bom senso e sentido de responsabilidade aos diferentes actores da comunicação social, de modo a assegurar que estes não sirvam como veículos para alimentar preconceitos e para legitimar, uma vez mais, práticas e discursos xenófobos ou racistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *