A violência em Israel e nos territórios ocupados na Palestina

Na sequência dos trágicos eventos ocorridos nos últimos dias em Israel e nos territórios ocupados na Palestina, o SOS Racismo manifesta o seguinte:

1. Como temos vindo a fazer desde sempre, condenamos veementemente e de forma inequívoca, a violência diária perpetrada pelo Estado de Israel sobre o povo palestiniano, e condenamos a ocupação da Palestina e a perpetuação do apartheid racial, étnico e religioso imposto pelo regime de Israel.

2. Condenamos igualmente a hipocrisia e a cumplicidade da comunidade internacional, que assiste passivamente a todo este terror e que, ao longo de todos estes anos de conflitos e guerras, fechou os olhos às reiteradas violações do Estado de Israel ao direito internacional e aos mais elementares direitos do povo palestiniano – à sua punição coletiva, aos assassinatos sucessivos, à imposição de um regime de apartheid, à manutenção da faixa de Gaza como um verdadeiro campo de concentração e à destruição de toda e qualquer possibilidade de paz e de vida normal nos territórios ainda ocupados na Palestina.

3. Condenamos ainda, veementemente e de forma inequívoca, os actos bárbaros e criminosos levados a cabo pelo Hamas esta semana.

4. Este último foco de violência não nasce isolado e é, também ele, fruto do contexto de que acima descrevemos.

5. Por tudo isto, sublinhamos a nossa solidariedade com todas as vítimas geradas em décadas de conflitos e afirmamos o nosso compromisso com a paz e com a luta anti- racista, exigindo o fim da barbárie e o fim da ocupação da Palestina.

11 de outubro de 2023 | SOS Racismo

SOS Racismo

Organização sem fins lucrativos que combate o racismo na sociedade portuguesa. Tem como principais objetivos promover a reflexão, denunciar e intervir com vista a uma sociedade que respeita a igualdade de direitos para tod@s, sem discriminações.