Convite para sessão de exibição do filme “Alcindo” de Miguel Dores | Faro | 23 Abril

No próximo dia 23 de abril, pelas 17h00, no Auditório do Instituto Português do Desporto e Juventude, Rua da Policia da Segurança Pública, n.º 1, em Faro, terá lugar a exibição do filme “Alcindo” (2021, 77’) de Miguel Dores, com entrada gratuita. À exibição seguir-se-á um debate aberto ao público com a presença do realizador e ativistas do SOS Racismo.

“Alcindo” é um filme-documentário sobre os graves acontecimentos ocorridos na noite de 10 de junho de 1995, quando um numeroso grupo de etno-nacionalistas portugueses correu pelas ruas do Bairro Alto com a determinação de espancar pessoas racializadas. Resultaram mais de uma dezena de vítimas, uma delas mortal, Alcindo Monteiro.

“Alcindo” venceu recentemente o grande prémio do festival Caminhos em Coimbra e o prémio do público do festival DocLisboa.

Este evento decorre no âmbito da MICAR Fora de Portas, extensão da Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista, é organizado pelo Movimento SOS Racismo em colaboração com o Cineclube de Faro, o Centro de Investigação em Artes e Comunicação do Departamento de Artes e Humanidades da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve.

Apresentação Dicionário da Invisibilidade

19 de Junho, Forúm Lisboa, 14h30

É já neste próximo sábado, dia 19 de Junho, que o SOS Racismo vai lançar o Dicionário da Invisibilidade e presencialmente, apresentar o Documentário dos 30 Anos (Bruno Cabral, Edie Pipocas e Dércio Ferreira), no Fórum Lisboa.

Estas atividades integradas no programa da Festa da Diversidade de 2020 que, devido à situação pandémica em Portugal, não se realizou e que finalmente é possível concretizar graças à colaboração do pelouro dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa e do Fórum Lisboa. 

Foram cerca de 170 pessoas de Portugal e de vários continentes participaram na construção deste Dicionário da Invisibilidade que será apresentado às 14h30 no Fórum Lisboa pelos coordenadores da publicação, a que se seguirá uma conversa com Ana Barradas, Bruno Gonçalves, Cleo Tavares, Isabel Zuaa, Nádia Iraceme.

Salientamos que estará presente uma pequena delegação de colaboradoras e colaboradores do Estado espanhol e América Latina.

Este Dicionário conta com a a brilhante participação de André Carrilho (Capa e 20 Ilustrações que, durante mês e meio, estiveram em exposição na Casa da Cultura de Setúbal). Agradecemos ainda a direção de Arte&Design de Teófilo Duarte e João Silva (DDLX)

CHAMADA: Ativismos Visuais | Exposição colaborativa para uma intervenção Anti-Racista

Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista 2021

A MICAR convida a comunidade a desenvolver trabalhos originais, sob a forma de cartaz, através das mais variadas técnicas e formas de expressão (design, ilustração, BD, etc.), em volta da intervenção Anti-Racista, até 30 de julho de 2021.

Os trabalhos serão expostos, em arquivo digital online, durante a 8ª Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista, e durante as semanas subsequentes.

Os trabalhos poderão ainda ser reproduzidos no Caderno Micar, publicação que acompanha a Mostra, sendo que, tanto na seleção como na escala serão condicionados pela matriz de impressão.

Será ainda selecionado um número de cartazes para exposição, em suporte impresso, no foyer do Pequeno Auditório do Rivoli, durante os dias da Mostra, que, pelas suas características físicas, deverá totalizar até 10 trabalhos.

Descarregue aqui a chamada para contributos.

As propostas deverão ser enviadas para ativismosvisuais@gmail.com.

Ascensão da extrema-direita: Qual o papel dos media tradicionais, redes sociais e fake news na construção do discurso populista?

Estaremos à porta de uma nova era? Olhamos o outro com maior desconfiança? Sentimos como crescente o descrédito daqueles que (não) nos representam? É este provavelmente o terreno onde se desenvolvem muitas das ideias e propostas a que assistimos com declarada inspiração autoritária, intolerante e demagógica, algumas identificadas com projectos de extrema direita. E que mecanismos favorecem a sua disseminação? Qual o papel dos media tradicionais, redes sociais e fake news? 

O SOS Racismo propõe-se contribuir para o debate desta realidade, tornando-nos a tod@s mais capazes de identificarmos, resistirmos e desenvolvermos alternativas às propostas de medo, intolerância e violência destes projectos. Convidamos tod@s a participarem no debate “Ascensão da extrema-direita: qual o papel dos media tradicionais, redes sociais e fake news na construção do discurso populista?” a realizar no próximo dia 30 de Março, às 17h no espaço OKNA no Porto. Contaremos com as reflexões e discussão de Riccardo Marchi, investigador na área dos fenómenos de extrema direita, bem como, Paulo Pena e Ricardo Esteves Ribeiro, jornalistas com experiências distintas na área da comunicação social.