Untitled

Notícia do Público e do Correio da Manhã: Quinze cidadãos de Leste foram ontem encontrados pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) num contentor no porto de Lisboa, onde estavam desde quinta-feira com o propósito de imigrarem clandestinamente para o Canadá. De acordo com o SEF, os imigrantes, 12 homens e três mulhereXs, terão pago cada um mais de 500 euros pela possibilidade de embarcarem clandestinamente.

Untitled

Entrevista no Público: Alto Comissário está preocupado com o aumento da xenofobia em Portugal. O alto-comissário diz ainda estar solidário com a política de imigração do Governo, mas adianta que, quando sentir que ela colide com as posições da Igreja, se demite imediatamente. Finalmente, António Vaz Pinto justifica a nomeação de vários adjuntos. Relativamente aos motoristas ao serviço do seu gabinete, diz que não são quatro, como se noticiou, mas três, e que um vai ser dispensado.

Untitled

Notícia no Público: A Guarda Civil e Salvamento Marítimo deteve ontem de madrugada 142 imigrantes ilegais que estavam a tentar chegar às Canárias. Eram todos oriundos de África e já estavam bem próximos da costa de Lanzarote e Fuerteventura. Conforme avançou a edição “on-line” do diário espanhol “El Mundo”, a atenção das autoridades foi despertada pelo facto de três das cinco embarcações viajarem com excesso de ocupantes.

Untitled

Notícia do Jornal de Notícias: Algumas dezenas de populares e encarregados de educação da povoação de Teivas, na freguesia de S. João de Lourosa, nos arredores de Viseu, fecharam a cadeado, ontem, a escola do 1º Ciclo do Ensino Básico. O protesto, que impediu a abertura da escola e o acesso de professores e auxiliares de acção educativa, ficou a dever-se à alegada intenção das estruturas educativas de transferir, para aquele estabelecimento de ensino crianças de etnia cigana que frequentam a vizinha povoação de Rebordinho.

Untitled

Notícia do Correio da Manhã: Seis imigrantes de Leste estão a viver debaixo de um coreto em pleno centro da cidade de Braga. Não têm dinheiro, nem onde viver. Mostram-se muito fracos por causa da fome e queixam-se de terem sido explorados e votados ao desemprego e abandono. Dormem no cimento e sem resguardo, envoltos num cheiro nauseabundo.

Untitled

Notícia do Diário de Notícias: Os cidadãos estrangeiros com autorização de residência em Portugal, cerca de 210 mil, vão ter um documento à prova de falsificação ou contrafacção onde, a médio prazo, podem ser introduzidos num chip sem contacto, dados biométricos, como a cor da íris e a impressão digital.

Untitled

Notícia do PÚBLICO: Um médico especialista em recém-nascidos acusa as autoridades de saúde portuguesas de “abandonarem” as grávidas imigrantes, sobretudo as de origem subsariana, criando um problema de saúde pública no que diz respeito ao estado clínico dos bebés.