Untitled

Notícia do Jornal de Notícias: Um país ainda bastante conservador, pouco aberto à economia de mercado e à flexibilidade dos contratos de trabalho, onde a maioria revela alguma intolerância relativamente aos imigrantes e à entrada das mulhereXs no mercado de trabalho. É este o retrato de Portugal que sobressai de um estudo efectuado por um conceituado instituto francês (TNS Sofrès), a pedido de um agência de publicidade com sede no mesmo país (Euro RSCG).

Untitled

Artigo de opinião no Público (Fernando Ka): O meu artigo de opinião, datado de 4 de Março, sob o título Os negros no país de exclusão racial, causou reacções negativas nalgumas pessoas que insistem teimosamente que em Portugal não há racismo, o que revela uma grande distracção ou má fé. Acusação de racista a quem critica o racismo é a forma mais fácil encontrada para a descarga de consciência eivada de preconceito racial. Pois, vivemos num país que tem por tradição fazer de certos assuntos tabus, ou seja, são proibidos de ser discutidos publicamente.

Untitled

Notícia do Jornal de Notícias, do Diário Digital, do Correio da Manhã, do Portugal Diário, do Público e do Primeiro de Janeiro: O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Braga deteve, ontem, dez indivíduos suspeitos de ligação a uma rede de alegado tráfico de pessoas a partir do Brasil, disse à Lusa fonte policial. Segundo a fonte, as detenções ocorreram no âmbito de outros tantos mandados de busca emitidos pelo Tribunal de Amares e incidiram numa casa de diversão nocturna, num restaurante, numa pensão e em seis casas particulares em Braga, Amares, Oeiras e Loures.

Untitled

Notícia do Jornal do Notícias: Aprender a dizer dedal em português pode parecer uma coisa banal. Mas, para a costureira chinesa que frequentou o curso ministrado no InterculturaCidade – Centro de Apoio à Comunidade, na freguesia de Santa Catarina, em Lisboa, foi um grande alívio. Este caso é apenas um dos muitos que são recebidos no centro, situado na Rua dos Poiais de São Bento. Criado numa lógica de valorização da diversidade cultural das comunidades [ler texto em baixo], naquele espaço tem-se apostado forte na divulgação da língua portuguesa, permitindo assim a melhor integração dos estrangeiros.

Untitled

Notícia do Público: A prioridade do combate à pobreza na agenda política foi ontem defendida na conferência sobre cidadania e desenvolvimento, organizada pela Comissão Nacional Justiça e Paz (CNJP), da Igreja Católica. O investigador Bruto da Costa afirmou que se devem criar “condições efectivas para que todos possam exercer a sua cidadania, designadamente através da erradicação da pobreza”.