SOS RACISMO expressa indignação frente aos ataques racistas e xenófobos contra Mamadou Ba

O Movimento SOS RACISMO manifesta sua profunda indignação diante dos insultos racistas e xenófobos direcionados a Mamadou Ba, dirigente desta organização, após a sua participação numa atividade promovida pelo Centro de Estudos Sociais (CES) de Coimbra.

No dia 28 de junho, Mamadou Ba, dirigente anti-racista e estudante de doutoramento da Universidade da British Columbia, foi alvo de insultos degradantes nas imediações das instalações do CES, logo após sua participação na Escola de Verão intitulada “Endangered Theories: Standing by Critical Race Theory in the Age of Ultra-Violence”. Esta escola, organizada pelo CES, contou com a presença de professores, investigadores, ativistas, programadores culturais, artistas e estudantes tanto de instituições nacionais como internacionais.

O SOS RACISMO repudia veementemente esses atos de violência e discriminação, os quais não só atentam contra a dignidade de Mamadou Ba, mas também representam uma afronta a todos aqueles que lutam diariamente contra o racismo e a xenofobia.

É fundamental que a sociedade esteja unida no combate a todas as formas de discriminação, assegurando que espaços académicos e de debate sejam seguros para todos e todas.

O SOS RACISMO reafirma seu apoio incondicional a Mamadou Ba e a todos aqueles que enfrentam o racismo nas suas vidas quotidianas. 

A luta contra o racismo e a xenofobia é uma responsabilidade coletiva e exige a mobilização de todos os setores da sociedade. O SOS RACISMO continuará firme em sua missão de promover a igualdade e combater todas as formas de discriminação racial.

SOS RACISMO

30 de junho de 2023