Untitled

Notícia do Correio da Manhã: Cerca de três dezenas de pessoas foram identificadas ontem à noite junto ao Centro Comercial Babilónia, na Amadora, numa operação conjunta entre a PSP local e o SEF, que foi completada com acções de investigação criminal.

Untitled

Notícia do Jornal de Notícias: Dois homens portugueses e uma mulher estrangeira foram detidos anteontem por elementos do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), por supostamente obrigarem mulhereXs que se encontravam em situação ilegal no nosso país a prostituírem-se para pagar documentos que permitiam a sua legalização.

Untitled

Notícia do Público e Portugal Diário: Dez por cento dos cerca de 40 mil imigrantes ilegais com processos pendentes conseguiu regularizar a sua situação desde Setembro, revelou ontem o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).Trata-se dos imigrantes que em 2004 tinham feito o registo prévio nos CTT e que, por razões burocráticas, tinham os processos pendentes.Em Agosto, o secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna, José Magalhães, assinou um despacho para facilitar a legalização destas pessoas.De acordo com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, cerca de 3700 cidadãos estrangeiros regularizaram a situação em três meses e mais de mil ilegais já foram contactados para comparecerem no SEF nas próximas semanas.

Untitled

Notícia do Diário de Notícias (Internacional): “Parece-me que houve um uso excessivo de força. É para mim inaceitável ou inexplicável como é que foram disparados 50 tiros.” As palavras de Michael R. Bloomberg, mayor de Nova Iorque, ditas esta segunda-feira, só vieram dar razão àqueles que criticaram o modo como a polícia interveio numa briga à porta de um bar, em Queens, na noite de sábado. Um morto e dois feridos, um deles em estado muito grave (foi atingido 11 vezes) foi o resultado da intervenção policial.

Untitled

Notícia do Público: Pouco mais de meia centena de casos de discriminação totaliza as práticas ou crimes racistas registados pelas autoridades portuguesas entre 2004 e 2005, segundo os dados oficiais que constam no relatório anual do Observatório Europeu do Racismo e da Xenofobia (EUMC, na sigla inglesa). A escassez de informação prestada pelos Estados-membros sobre os incidentes racistas é uma das principais críticas da agência europeia relativamente ao período 2004/2005: a polícia portuguesa registou quatro casos e a Comissão para a Igualdade e contra a Discriminação Racial tratou de outros 48 processos. Portugal é, por isso, apontado como um dos nove países com mecanismos “limitados” de recolha de dados judiciais sobre a criminalidade e violência racista, a par da Bélgica, Holanda, Estónia e Hungria, entre outros, segundo o relatório divulgado ontem.

Untitled

Notícia do Diário Digital (Internacional): Os ciganos da povoação romena de Glod, onde foram filmadas várias sequências do filme «Borat», amaldiçoaram o comediante britânico Sacha Baron Cohen por terem aparecido na longa-metragem como um grupo de pessoas primitivas, bêbadas e violadoras. Dois dos habitantes de Glod, que aparecem no filme como criminosos, entraram com uma acção judicial contra a produtora, exigindo uma indemnização de quase 40 milhões de dólares (30 milhões de euros). Os ciganos romenos declararam que não tinham contrato com a produtora e que foram enganados, já que foram informados de que se tratava de um documentário para sensibilizar as autoridades sobre a miséria em que vivem.

Untitled

Notícia do Jornal de Notícias (Internacional): Uma multidão saiu às ruas de Nova Iorque para pedir justiça depois do incidente em que a Polícia matou um homem negro desarmado. Sean Bell, de 23 anos, foi morto no sábado ao sair de uma casa nocturna onde festejava a despedida de solteiro.Os manifestantes pediram a demissão do chefe da Polícia de Nova Iorque, Raymond Kelly, tendo o reverendo negro Al Sharpton dito que “não se pode permitir que isso continue a acontecer”.A Polícia disparou cerca de 50 tiros contra o carro onde estavam Bell e outros dois amigos. Um deles, Joseph Guzman, foi atingido por 11 balas e e está em estado crítico.