Untitled

Notícia do Público: A directora de marketing do Centro Comercial Amoreiras foi demitida das funções que exercia devido a declarações consideradas “infelizes” pela administração da Mundicenter e citadas no PÚBLICO do dia 25 de Setembro. No âmbito das comemorações dos 20 anos do Centro Comercial das Amoreiras, a directora de marketing, para demonstrar a “melhoria” da clientela nos últimos anos, afirmou ao PÚBLICO: “Nós tínhamos pessoas de cor. E deixámos de ter”, referiu Maria Galvão Sousa, concluindo que a “quebra de três por cento” dos clientes decorrente da abertura do Centro Comercial Colombo, neste sentido, até foi “bem-vinda”.

Untitled

Notícia do Primeiro de Janeiro: Os cidadãos angolanos que pretendem obter vistos de entrada em Portugal são humilhados pelo Consulado Geral. O Governo angolano acusa ainda que a entrada nos outros países do espaço Shenguen também é dificultada. As autoridades portuguesas negam as acusações.

Untitled

Notícia do Público e Jornal de Notícias: Centenas de pessoas tentaram ontem, mais uma vez, entrar à força na cidada de Melilla, um enclave espanhol no Norte do Marrocos, escalando vedações recentemente reforçadas para evitar a entrada de imigrantes ilegais. Segundo as autoridades espanholas, este novo episódio revestiu-se de uma violência inédita, com os imigrantes a lançar pedras sobre os agentes da polícia.

Untitled

Notícia do Diário de Notícias: Portugal é um dos 16 países que ainda não transpôs a directiva europeia sobre o “direito dos imigrantes ao reagrupamento familiar”, cujo prazo acabou ontem. A Comissão alertou os países em falta e promete “tomar as medidas processuais apropriadas”.

Untitled

Artigo de Opinião no Público (José Vitor Malheiros): Em declarações ao PÚBLICO a directora de marketing do Centro Comercial Amoreiras, Maria Galvão Sousa, refere-se à descida do número de frequentadores do centro para explicar que não o considera preocupante e acrescenta que ele teve mesmo um lado positivo: traduziu-se no desaparecimento dos frequentadores “de cor”.

Untitled

Artigo de Opinião no Jornal de Notícias (Mário Contumélias – Sociólogo): Dor e revolta. Creio que estas duas palavras se repetem nos sucessivos relatos que li, sobre a tragédia do Bairro do Fim do Mundo, no Estoril, concelho de Cascais. Muito justamente, de resto. Faltará, contudo, juntar-lhe um outro vocábulo – vergonha.

Untitled

Notícia do Diário de Notícias (Internacional): Um total de 7716 imigrantes clandestinos foram identificados nos postos fronteiriços espanhóis entre Janeiro e Junho de 2005, mais 66,3% do que em igual período do ano passado, divulgou ontem o Ministério do Interior espanhol.