Untitled

Notícia do Público (Internacional): Morreu Rosa Parks. Como tantos negros no Sul dos EUA, a existência da costureira do Alabama que se tornou ícone da luta contra a segregação parecia condenada ao sofrimento, se tudo não tivesse mudado em 1 de Dezembro de 1955, quando se recusou a ceder lugar num autocarro a um passageiro branco. O seu exemplo provocou uma revolta popular sem precedentes, liderada por um (à época) desconhecido reverendo, Martin Luther King.

Untitled

Notícia do Público (Internacional): Poucas horas antes de um relatório do Ministério do Interior de Rabat confirmar que quatro dos seis imigrantes mortos no enclave de Melilla foram alvo dos disparos da polícia de fronteiras de Marrocos, foram conhecidas novas informações sobre o envio para o deserto do Sara de migrantes capturados junto aos enclaves de Melilla e Ceuta.

Untitled

Notícia do Jornal de Notícias e Público: Meia centena de moradores do bairro das Marianas, em Cascais, concentrou-se ontem junto às suas barracas para tentar impedir que as máquinas demolissem seis casas. A operação, no âmbito do Plano Especial de Realojamento (PER), deveria ter tido início às 9 horas, mas a barreira criada pelos populares acabou por atrasar os trabalhos e implicar um reforço policial.

Untitled

Notícia do Correio da Manhã: A marginalidade, nos seus vários aspectos, do social ao criminal, é um campo fértil para o surgimento de grupos terroristas, nomeadamente islâmicos, no seio dos países ocidentais, sobretudo na Europa. Este tema foi um dos ontem debatidos na conferência ‘Terrorismo e Relações Internacionais”, que hoje termina na Fundação Gulbenkian, em Lisboa.

Untitled

Notícia do Jornal de Notícias: O Centro de Saúde de Sacavém (CSS) serve uma população de cerca de 140 mil habitantes, espalhados por dez freguesias do concelho de Loures. Destes, perto de dez mil são imigrantes – um número expressivo e que não tem parado de aumentar.

Untitled

Notícia do Correio da Manhã: O Tribunal da Covilhã começa hoje a julgar uma rede suspeita de tráfico de pessoas e fomento da prostituição. Dos 13 arguidos do processo, a principal suspeita é uma cidadã brasileira, que está acusada de um crime de associação criminosa, tráfico de pessoas, auxílio à imigração ilegal, angariação de mão–de-obra ilegal e 26 crimes de lenocínio agravado.

Untitled

Notícia do Jornal de Notícias: Decorre, actualmente, no Tribunal da Boa Hora, em Lisboa, um julgamento de uma rede com cerca de 20 arguidos, desmantelada pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). Esta rede conseguiu produzir centenas de bilhetes de identidade falsificados que deram acesso a igual número de passaportes.