Untitled

Reportagem na Visão: Não se passeiam na rua, não vão ao hospital, trabalham de segunda a domingo. Lojas e restaurantes são apenas a face visível dos mais de 9 mil chineses em Portugal. A VISÃO entrou nos bastidores da «bolha oriental». Como vivem, como sentem estes imigrantes, num país em que a barreira da língua é a verdadeira muralha da China.

Untitled

Artigo Opinião no Público [Kofi Annan]: Um dos maiores testes a uma União Europeia alargada, nos próximos anos e décadas, será a maneira como gere o desafio da imigração. Se as sociedades europeias estiverem à altura do desafio, a imigração será um factor de enriquecimento e irá fortalecê-las. Se o não conseguirem, isso pode ter como consequência uma descida do nível de vida e a divisão social.

Untitled

Notícia do Público [Internacional] e Jornal de Notícias: Não é só em França que o véu islâmico causa polémica e divide opiniões. Na Alemanha, a discussão sobre o “hijab” foi há anos desencadeada por Fereshta Ludin, uma professora de origem afegã nacionalizada alemã, que pretendia exercer a sua profissão de cabeça coberta. Em 1998, o Land de Baden-Wuerttemberg, proibiu-a de fazê-lo.

Entretanto, o Governo francês adoptou ontem o controverso projecto de lei que proíbe o uso de símbolos religiosos ostensivos nas escolas públicas, nomeadamente o véu islâmico.

Untitled

Notícia do Jornal de Notícias: O centro de acolhimento de crianças “A Árvore”, situado em pleno coração do bairro da Cova da Moura, na Amadora, tem financiamento garantido até ao final deste ano. A partir daí, há o compromisso da Segurança Social de estabelecer um acordo que possa entrar em vigor em 2005. Assim, as 48 crianças do centro – que têm entre seis meses e três anos – vão continuar a ter quem cuide delas enquanto a família está no trabalho.