O SOS RACISMO existe desde 1990 e propõe uma sociedade mais justa, igualitária e intercultural onde todos, nacionais e estrangeiros com qualquer tom de pele, possam usufruir dos mesmos direitos de cidadania. Constituímos uma associação sem fins lucrativos, tendo-nos sido atribuído o estatuto de utilidade pública em 1996.

Esforçamo-nos no sentido de colaborar com outras associações anti-racistas e de imigrantes a nível nacional. O SOS RACISMO desenvolve, igualmente, actividades e acções em conjunto com outras associações de países europeus, estando actualmente activamente envolvido numa rede anti-racista europeia, em conjunto com vários países da Europa.

Para isso,

– Contribuímos para a existência de infra-estruturas de apoio às populações imigrantes e das minorias étnicas;

– Cooperamos na criação de uma política concreta de inserção das minorias étnicas na sociedade portuguesa;

– Lutamos pela concepção de um quadro jurídico-legal susceptível de punir eficazmente comportamentos racistas e xenófobos;

– Agimos no sentido da consciencialização e responsabilização das autoridades e população portuguesa face à problemática da discriminação racial e xenófoba;

– Estabelecemos uma acção consertada, com as diversas associações de direitos humanos, de imigrantes e anti-racistas;

– Alertamos para que os imigrantes e minorias étnicas conheçam e reivindiquem os seus direitos;

Por isso, privilegiamos as seguintes áreas de intervenção:

Na área da educação participamos em projectos educativos relativos à problemática do racismo e da xenofobia promovendo a interculturalidade, nomeadamente através de formações, workshops e debates em Escolas.

O trabalho jurídico foi adquirindo ao longo dos anos enorme importância na associação dada a necessidade manifestada pelas comunidades imigrantes e minorias étnicas que a nós recorrem. Qualquer pessoa pode contactar-nos telefonicamente, ou então através de carta ou e-mail, pedindo informações, ou informando-nos, por exemplo, de situações de racismo de que tenham conhecimento.

Tomamos posições públicas contra todos os actos racistas, ou que promovam o racismo, e apresentação de medidas concretas, quer através da apresentação de propostas, tendo em vista a inclusão socio-económica, das minorias étnicas em Portugal, assim como, pela contestação de leis, relativas a estrangeiros, que se revestem de teor racista e xenófobo.

A participação em debates, colóquios, campanhas de informação e esclarecimento é também uma das formas de actuação que privilegiamos na construção da sociedade que defendemos.

Os projectos nacionais e internacionais em que o SOS RACISMO participa permitem à associação realizar acções concretas como actividades em conjunto com as comunidades, eventos culturais, edição de publicações e participação em programas de formação.

Mantemos ainda um vasto centro de documentação na sede de Lisboa com os principais livros publicados por nós ou por outros sobre as temáticas em que trabalhamos, bem como o arquivo de imprensa, aberto a qualquer pessoa que o deseje consultar.

Também na sede de Lisboa desenvolvemos intervenção comunitária, trabalhando directamente com a população local, promovendo a inserção escolar e social das crianças, jovens e familiares dos residentes.