Video desenvolvido para o SOS Racismo premiado no Epica awards

“Chegou ao fim mais uma edição dos Epica Awards, o festival de criatividade em que os jurados pertencem à imprensa especializada, como o Briefing. E a Havas, a única agência nacional a concurso, trouxe uma “prata” para Portugal.

A agência tinha dois trabalhos na corrida ao prémio – “Don’t Ignore” e “Stop” – mas apenas um foi premiado. Trata-se da campanha desenvolvida para a SOS Racismo que ganhou “prata” na categoria “Public Interest – Social”. Esta campanha esteve também em shortlist no El Ojo e nos Shot Awards, tendo ainda sido destacada por diversos sites internacionais de criatividade.

Ler mais: http://www.briefing.pt/criatividade/35082-havas-traz-prata-dos-epica-awards.html#ixzz3s2nQIZ1l

Lançamento da agenda SOS Racismo 2016 em Lisboa

Dia 18 de Novembro, 4ª Feira, 22h no MOB (espaço associativo na Rua dos Anjos, 12 F, Metro Intendente)
com António Guterres, Nuno Bio e Piménio Teles

Após as violentas agressões a habitantes da Cova da Moura, ocorridas no início de Fevereiro e sabendo que estes fatos apenas mostravam a ponta do icebergue da violência de estado desenvolvida, ao longo destas dezenas de anos, contra a população trabalhadora e pobre mas, sobretudo sobre as comunidades ciganas e de origem africana, o SOS Racismo resolveu este ano dedicar o Tema da sua Agenda Anual à denúncia desta violência.
A agenda contém todos os casos, de que há registo, de violência policial desde 1990, quando surge o SOS Racismo, até aos nossos dias. bem como textos mais desenvolvidos de algumas das situações.

Destacamos, de entre os textos que acompanham este levantamento, o passado em Alfragide, o massacre de Shaperville em 1960 e que veio a ficar como o Dia Internacional contra a Discriminação Racial, a violência sobre a Com. Cigana, as mortes do Kuku ou do MC Snake, o assassinato do Tony (Bela Vista, Setúbal) e que veio a culminar com a condenação de um fundador do SOS Racismo por suposta difamação dos Juízes, ou histórias da sinistra Esquadra das Mêrces (Bairro Alto).
Na Agenda pode-se encontrar ainda referências aos “Meets”, bem como à violência no Brasil ou EUA.

Em baixo, segue o link do evento, bem como o video sobre este tema lançado em Abril, já premiado em vários festivais internacionais de publicidade

https://www.facebook.com/events/944348548972190/