Untitled

Notícia do Público (Internacional): Perpignan, cidade do Sul de França, está desde ontem em estado de alerta. Dezenas de polícias reforçaram o patrulhamento nas ruas, temendo confrontos entre as comunidades magrebina e cigana, tudo porque, no lapso de uma semana, duas pessoas da primeira terão sido assassinadas pelos segundos. Vive-se, dizem as autoridades, uma onda de violência sem precedentes nos últimos anos.

Untitled

Notícia do Correio da Manhã, do Diário Digital, do Primeiro de Janeiro, do Jornal de Notícias e do Portugal Diário: A Plataforma das Organizações de Imigrantes lançou este domingo em Lisboa um abaixo-assinado para exigir uma «verdadeira política de imigração» em Portugal. A legalização de todos os estrangeiros, alterações às leis da Nacionalidade e da Imigração e a criação de políticas sociais que permitam um acesso mais facilitado à educação, habitação e saúde são as reivindicações que estão na origem do abaixo-assinado, disse à Agência Lusa o porta-voz da estrutura, Mamodou Ba.

Untitled

Notícia do Diário de Notícias, do Público, do Portugal Diário, do Diário Digital, do Jornal de Notícias, do Correio da Manhã e do Primeiro de Janeiro: Seis pessoas sofreram ferimentos ligeiros após a intervenção da polícia para sanar os distúrbios ocorridos numa festa realizada junto à Estação de Caminhos-de-Ferro do Monte Abrão, Sintra. “Estavam centenas de pessoas na festa organizada por um Centro Social Africano. Houve alguma desordem que obrigou à intervenção da PSP”, indicou uma fonte da PSP, sublinhando que os incidentes ocorreram cerca das 23.30 de sábado. O espectáculo, organizado pelo Fórum Social Angolano (FSA), arrancou pelas 17h00 de sábado. “Queríamos recolher fundos para as vítimas do vírus Marburg, em Angola”, disse ao CM Joaquim Pipa, dirigente do FSA.

Untitled

Notícia do Público: A campanha Portugal Imigrante. Portugal Tolerante, do Alto Comissariado para a Imigração e Minorias Étnicas foi anteontem lançada com a distribuição, pelo país, de 600 cartazes que visam alterar a percepção dos portugueses em relação aos imigrantes.

Untitled

Reportagem do Diário de Notícias: O lado de cá do fio do bairro da Cova da Moura, um morro entre a Buraca e a Damaia (Amadora), tem imigrantes que trabalham de sol a sol na construção civil (os homens) ou em serviços domésticos e limpezas (as mulhereXs). Tem pessoas empenhadas em actividades associativas, como a Associação Cultural Moinho da Juventude, a Igreja da Buraca, a Santa Casa da Misericórdia e o Clube Desportivo da Cova da Moura, entre outros. Tem a azáfama de um qualquer bairro da periferia – mas com grandes diferenças. Entrevista a Lieve Meersschaert da direcção do Moinho da Juventude, dar voz às coisas boas.

Untitled

Notícia do Público: Encontro Nacional de Desenvolvimento Local discutiu a exclusão social e as estratégias para a combater. A exclusão é passível de ser prevenida, afirmou ontem em Trancoso Albino Lopes, do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) no âmbito do Encontro Nacional de Desenvolvimento Local – Manifesta.

Untitled

Entrevista do Correio da Manhã: Mário Machado, segurança, foi um dos cinco cabeças-rapadas identificados sexta-feira pela GNR de Coruche. Diz que foi ao local para ajudar a população e promete voltar com mais ‘skins’ caso os confrontos se repitam com a comunidade cigana.

Untitled

Notícia do Jornal de Notícias: Uma das famílias ciganas de Coruche reuniu-se, ontem, com o presidente da Câmara e pediu desculpa pelos conflitos da passada semana, que culminaram com a destruição de um bar e com duas pessoas feridas. Os ciganos solicitaram ainda ao edil que os realojasse noutro local da vila, para não serem confundidos com outras famílias, que acusam da autoria dos distúrbios.